De novo o amor...!

35 comentários
 

O que seria dos poetas e suas poesias sem esse sentimento tão estranho quanto o amor? Por mais que não queiramos, amor rima com dor! Amor não rima com alegria...Quando nos permitimos deixar o coração ser invadido sorrateiramente por ele, estamos fadados ao sofrimento, a angústia, ao ciúme, a lágrima, ao desespero, a saudade, a solidão.
Aquele frenesi da descoberta do amor, onde vivemos as emoções de achar que temos a lua e as estrelas , dura um tempo, dias, meses, anos, mas acaba.
Sim senhor, ele acaba... E é quando ele acaba, temos a nítida sensação de que o mundo acabou junto! Dramático? Sim, é dramático... E é nessa hora que queremos desabafar... O nó na garganta nos impulsiona a escrever. E ao escrever, surgem os mais belos romances, as mais belas poesias, as mais belas músicas. Isso não é nenhuma tese defendida por mim. É uma constatação óbvia!
Quando estamos vivendo um amor, não temos tempo... Estamos tão ocupados com as delícias de amor que não perdemos tempo escrevendo, ou compondo música. Queremos viver esses momentos em toda a sua plenitude, porque o amor nos deixa cegos, surdos e loucos! Claro que há controvérsia. Sei que há aqueles que até conseguem conciliar o amar com a razão...Para esses, o meu aplauso!
Para não ser enfadonha, cito apenas Shakespeare, Camões, Fernando Pessoa, Augusto dos Anjos, onde o amor e fonte inspiradora seus mais lindos poemas. Toda a história da humanidade é recheada com grandes romances que foram gigantescos e acabaram em tragédias, representados na música clássica, nas óperas, nos filmes e isso vem até os nossos dias... Uma exemplo só, mas que elucida esse texto que pode parecer fúnebre, mas que é real. Um pulo ao século XXI, uma viagem virtual por alguns sites e blogs, de pessoas conhecias ou não, famosas ou anônimas, literatas ou amadoras e uma constatação: A dor de um amor findado é cantada em prosa e verso como no início da humanidade!
E termino com uma pergunta que eu mesma respondo...
Alguém já deixou ou deixaria de viver as delícias e loucuras um amor arrebatador
com medo da dor, com mede de sofrer?
Não, jamais!

Um brinde ao amor que rima com dor!


PS: Não quero transformar meu texto em nenhum tratado sobre o amor. São elucubrações de uma alma inquieta...


35 Comentaram...

  1. Amor e poesia, Dor num poema!... são contrastes que se complectam pel valorização que emprestam um ao outro. não é nos contrastes que o valor, o gosto, o sentir das coisas se revela permitindo assim, opções diversas?...
    Nunca é demais tocar no tema!

    ...


    Esta fopa que da cinzas voou,
    É ínsula ausente que de mim se apartou,
    Extinguido fogo deste frio que não sinto,
    Tristeza sem fim da memória que se eivou,
    Despeito meu de insulso absinto,
    Verdade ancestral que em silêncio desminto,
    Mentindo que não minto sobre o vazio que ficou!

    ...

    Escolha entre... beijos e abraços

  2. C. says:

    Para mim o amor é algo complicado... mas eu jamais deixaria de vivê-lo com toda sua intensidade, por medo de sofrer, isso nunca!

    Mas quando termina, é inevitável não sentir as marcas que este amor deixou em nós...

    beijos com aplausos, doce mineirim-nha :=)

  3. E eu concordo com suas elucubrações.


    Vou deixar de dizer que assino embaixo, ou que você diz o que sinto e penso. Qualquer dia você vai querer os direitos autorais. rsrsr

    Mas um momento de leitura prazerosas. Além de bem escritas, é o que penso.

    beijinho

  4. Sim, o q seria dos poetas sem amor (risos). O amor causa tanta desesperação que parece dor, ou seja, é dor. Bonito texto menina. Bjos com ternura.

  5. É interessante como nos focamos no que perdemos e não no que ganhamos ...
    No amor que termina e não no amor que vivemos.
    O fim de um amor deveria deixar apenas gostosas saudades, doces lembranças.
    E uma vontade viva de partir para o próximo.

  6. Bom dia avassaladora mineira e amiga.

    Hum! Complicado isso, certo amiga?

    “Acho estranho mas o amor,

    Que é fonte de bem querer,

    Causa mágoa, causa dor,

    E faz a gente sofrer.”
    (Lindomar dos Anjos)

    Beijos

  7. Muito se fala da bondade do amor,
    Mas como tudo tem dois lados,
    Também tem o amor um lado oculto,
    Conhecido por quem o aprendeu jovem,
    Seu bem & Mal em um só.


    É um tipo diferente de vingador,
    É o amor uma Doce Vingança,
    Nascido do peito imaculado de amantes,
    Contra a Amarga Proposta do Ódio,
    O caminho mais fácil de muitos.


    Nunca se disse ser o amor justo,
    Nem sempre é de caminhos fáceis,
    Muitas das vezes é sincero,
    Mas testado como caminho de fogo,
    Recompensador em seu objetivo final.


    Doce Vingança,
    É o segundo lado do amor,
    A cura dos males da alma,
    O eterno anjo do coração,
    Combatente contra o Ódio e seu consorte.


    Porém nunca como almejamos,
    Testa ao coração com severos amores,
    Muitos que nunca saem da alma,
    Outros com o tempo se abandona,
    Todos porém deixam estilhaços.


    Cuidado porém então amante,
    Pois viver o amor dói,
    Também cura pra sempre,
    Mas uma traição,basta uma ingratidão,
    decretas sua execução mortal.

    Beijos e Borboleteios

  8. Amores e poetas, eles nõ podem ser separados, nasceram juntos.
    Falar de amor....nada melhor, sentir amor....é viajar no infinito.
    Beijos e aproveito para desejar uma Feliz Páscoa, cheia de alegrias, chocolates e fé.

  9. Bandys says:
    Este comentário foi removido pelo autor.
  10. Bandys says:

    Ahh menina, mas tambem rima com sabor, cor, ardor...

    A dor faz parte e quem vai deixar de viver um amor seja ele grande ou pequeno por causa de dor??

    Um brinde ao amor e a voce que tão bem escreve. Viav o amor!!

    Beijos

  11. gostei de seu blog parabens quando der visite o meu www.palavrasarteblablabla.blogspot.com

  12. Francisco says:

    É verdade! O amor não rima com alegria, mas com dor.
    Soa estranho, quando alguém diz "A alegria de amar", não é?
    Bjoooss!!

  13. neide says:

    É minha amiga, sentimento gostoso mas complicado, mas quando acaba, guarde os momentos bons, os ruins jogue fora e parta pra outra. Bola pra frente que atrás vem gente... O importante é viver, viver e amar, sempre.

    Feliz semana avassaladora pra você.

    Bjsss

  14. Avassaladora,minha querida,

    Amor rima também com calor.Calor de corpos em um dia frio,imagina!?
    Gostei das suas elucubrações.E, sobre o amor,não há nem haverá nunca tratados definitivos.E a Arte,dos profissionais e dos amadores(olha o amor aí!) sempre se encarregará desse tema tão fundamental para a vida.

    E que amemos muito,todos os dias e de todas as formas,porque sem amor não há vida.

    Quanto ao sofrimento,às dores de amor,concordo com a dupla Aldir Blanc e João Bosco:"O amor quando acontece,a gente esquece que sofreu um dia,esquece sim..."

    Obrigado por seu carinho e amor em meu recanto.
    Beijos e beijos.

  15. Viver e viver e viver....

    Eu vivo o amor, as dores eu esqueço....rs
    batem e vão embora !

    "felicidade...brilha no ar...."

    beijo enorme e uma semana linda

    .............Cris Animal

  16. Tatiana says:

    Eu entendo cada palavra que você usou para compor o seu texto...sinto-as na pele.
    O amor nos causa as maiores alegrias e as piores dores.
    É complicado...mas ele nos motiva tanto na vida!
    *
    Saiba que é muito bom abrir minha página de recados e lá encontrar as suas palavras.
    Obrigada por seu carinho!
    Tenha uma excelente semana!
    Beijos

  17. Ai, ai... só de pensar no que escrever já me doi.
    Já refiz esse comentário quatro vezes.

    Antes que eu desista eu confesso:
    Quero que o AMOR seja meu algoz. Que me torture até a morte.
    Pois a cada fim eu renasço,
    milhões de vezes entristecida
    mas apaixonada
    e disposta
    a amar........
    amar..........
    amar..........
    amar..........
    outra vez.


    beijinho

  18. Oi Queridaaaaaaaa..

    Amor , Dor
    As vezes por muito tempo é assim em nossas vidas..Até que encontramos alguem que nos faz tão feliz que as dores , se transformam em aprendizados ao longo do caminho.
    Mais a vida é sempre assim ..
    Tem seus altos e baixos Tanto no amor quanto na dor!!

    Um Beijos

  19. Hum, o amor também é conquista, mesmo que seja para se mater longe da dor...

    Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

    Espero que não esteja curtindo o fim de um amor...

    Fique com Deus, menina Avassaladora.
    Um abraço.

  20. Blue says:

    Amor rima com dor. E aprendemos com a dor, que amamos muitas vezes, mesmo que sempre este amor um dia se transforme em dor. Mas se tivermos saudade, tudo valeu a pena. Beijos

  21. Ô moça, quem lhe disse que é somente os homens que terminam? Ah vocês não, é? Ah tá bom então... kkkkk

    Oi eu quero mesmo é cumê água e ficar na minha rede olhando o sol refletindo no mar de Jauá e no reflexo noturno beijar a lua piriguete que desponta nas janelas das das casas das donas moças, oi que bom! kkkkkkkkk

    E ai? kkkkkkkkkkk

    Ajoelhou tem que rezar, né não? kkkkkkkkk

    bjs
    O Sibarita

  22. Vá entender o que se passa na mente humana, e não só na dos poetas, é que esses não guardam as palavras, nem os sentimentos, mesmo quando nem são deles...
    É um misto de ir, vir, ficar, voltar e não se achar...
    Mas é bom, mas é ruim, mas é alegre, mas é triste, por isso tão humanamente humano...um abraço na alma...boa semana para você...

  23. Andreia says:

    Olá querida , amor rima com dor é inevitável.

    Mas há a vida
    Clarice Lispector

    Mas há a vida
    que é para ser
    intensamente vivida, há o amor.

    Que tem que ser vivido
    até a última gota.
    Sem nenhum medo.
    Não mata.

    Beijos e ótima semana, adoro seus poemas!!!

  24. Juro que não é piada, mas sabe o que acho? É impossível viver sem qualquer tipo de dor, não sentir dor é não viver. Partindo dessa premissa, chego a seguinte conclusão: Se vou ter mesmo que sofrer, melhor uma dor de quem quebrou a cara a uma dor de dente.

  25. Bruce says:

    É o amor que impulsiona os átomos das palavras; é o amor que levita aquela montanha impossível de mover; é o amor que nos impele a viver...

    Dor e amor são rimas indissociáveis na vida e na escrita...

  26. Boa tarde tentadora amiga avassaladora.

    Na maioria das vezes me sinto como se estivesse pregando no deserto, mas vou continuar a fazer esta
    cobrança de conscientização... Contra a farra do boi,
    matança de animais indiscriminada, rodeios de tortura,
    pássaros em gaiolas e esta inutilidade do BBB da Globo.

    Um abraço carinhoso e o desejo de muita paz para você.

    Sabe um café com leite e pãezinhos de queijo agora,
    iam muito bem, mesmo!!

    Beijos mineiros.

  27. Caroline says:

    A dicotomia secular entre amor e dor, e um tema que nunca deixa de ser atual. Afinal, o amor nunca sai de moda!!

    Adoreeei esse texto.

    Beijo bem grande!

  28. Olá Avassaladora!

    Seu texto está simplesmente PERFEITO!!

  29. Este comentário foi removido pelo autor.
  30. Olá Avassaladora!

    Seu texto está simplesmente PERFEITO!

    Amor e dor andam bem próximos, mas eu jamais deixaria de viver uma paixão ou um grande amor por medo. Mas vou te confessar que conheço quem faça isso... infelizmente.

    Minha querida, um grande beijo e Feliz Páscoa!

  31. Não adianta. Sou mesmo rabugento. A dor é companheira do amor só quando a gente deixa. Vantagem, talvez, de estar ficando velho...

  32. Udi says:

    Querida, mas isso que você descreve é amor ou paixão?
    Parece que acabou a relação, mas o amor...? O amor taí, né? Sabe aquela "o rei está morto, viva o rei!"? então... viva o novo amor!
    bjs

  33. Olavo says:

    Passando para desejar uma ótima quarta..
    Ainda não estou podendo ler os blogs amigos
    Minha conexão aqui é ruim...mas volto para ler
    Com mais atenção..
    Beijão

  34. neide says:

    Passando pra deixar um abraço.

    Bjsss

  35. Sonhador says:

    O Amor é tudo, tambem nada...

    É tudo quando o estamos a viver...

    É o nada quando ele se vai e nós deixas a esperança de poder recupera... e voltar a Viver...
    Sem o Amor não ha VIDA.

Novo Comentário