Linha Tênue...!

28 comentários
 




Morte Lenta


Isabella Benicio


És hábil com teu punhal.
Sabes da beleza e do perigo
Que a ele são inerentes.
Enquanto com sua ponta
Escreves poemas de amor,
Sabes que com seu fio
Matas as almas que te lêem.
És mestre na arte de apunhalar.

E eu,
Ingenuamente,
Enquanto leio tuas palavras,
Deixo-me matar por ti.
E assim morro,
Doce e dolorosamente,
Cruelmente,
Um pouco a cada dia.


-------------------------------------------------------------------------------------

Ah! Palavras... Com elas se morre... com elas se vive...!

-------------------------------------------------------------------------------------

Encontrei esse poema no site http://www.encantosepaixoes.com.br/
Não resiste a tentação de publicá-lo aqui...
Isabella Benicio tem um coletânea de lindos poemas...Cada um mais apaixonante que o outro..

28 Comentaram...

  1. Ah, querida...posso assinar embaixo?

    As vezes fico a pensar onde mora o perigo, em quem escreve ou em quem ler? Porque nos deixamos apunhalar? Porque nos deixamos embalar? O pior de tudo é não conseguir deixar de ler, e ficar retorcendo o punhal enquanto lágrimas de sangue escorrem.

    Adorei o poema.

    abraços com carinho.

  2. Oi Querida adorei o poemaaaaaaaa..
    Palavras, ferem
    Palavras, Alegrao
    Apunhalão, Estimulao, derubao, levantao.

    Enfim amei sua postagem!!

    Beijos e exelente Final de Semana

  3. Parabéns pelo seu blog é mto lindo!!
    Bjs

  4. Branca says:

    Lindo poema mesmo...
    vou visitar o site.

    bom findi pra vc,
    bjo carinhoso.

  5. Mas com ou sem punhal morremos a cada instante que passa.
    Cadinho RoCo

  6. Olá, boa noite!
    Muito lindo mesmo!
    "Palavras, palavras..."

    Beijos :)

    :)


  7. oi, avassaladora!

    obrigada pela visita!
    vim aqui te conhecer tbm. :)

    beijos

  8. Kafia says:

    olá!

    Fantastico!
    Adorei o poema... a forma como escreve mt bonito!

    beijinhos

  9. Querida ..tenho um Meme novo..se quiser pode ficar a vontadeem pegar...ok?
    Bjus de bom fim de semana pr avc.

  10. Eurico says:

    Seja sempre bem vinda, amiga. Voltarei mais vezes pra estreitarmos a amizade. E quanto às imagens fortes...gostaria de não mais publicá-las, e que as nações vivessem em paz e harmonia. Sonho com uma imensa frátria universal.
    Abraçamigo e fraterno.

  11. Vivian says:

    ...não é a palavra que mata.
    é o sentido que damos a ela.

    obrigada pela visita, linda.

    bjussss

  12. Gilbamar says:

    Oi Avassaladora! Já sou seu seguidor, tão cativo fiquei de seu belo espaço virtual. E esse delicioso poema, então! Impossível não ficar a refletir após a leitura e releitura dele. Porque toca, mexe, arranca pensamentos lá do mais profundo recôndito d'alma. E quando isso acontece parece que o coração se inquieta e fica inconstante, sensível a qualquer sorriso ou gesto mais cândido. Muito fascinante.

    Fraternal abraço.

  13. - Olá!!! passei por aqui ví quse tudo lí bastante e fiquei com a melhor impressão possível, parabéns...
    Agradeço suas palavras e comentário, grande abraço!

  14. Tomei um susto com o seu comentário e vim correndo ler o que tinha escrito aqui.

    Qualquer dúvida é só perguntar.

    abraços

  15. E que sorte a minha,voce passando por la tive a oportunidade de conhecer esse cantinho maravilhoso,parabens!

    quanto ao post,é um belissimo poema e com certeza irei ler outros dela.

    bjsss pra voce.

    otimo domingo!

  16. O Marcação Cerrada não é "Clube do Bolinha" não. Fique à vontade para visitar e participar sempre que quiser.

    Parabens pelo seu blog. Interessante.

  17. Pena says:

    Linda Amiga:
    Este "Minhas Vidas" enternece e encanta.
    Um poema admirável e fantástico que "deu" a ler e com uma pronfundidade e preciosismo valioso.
    Adorei! Bem-Haja, amiga!
    Beijinhos de imenso respeito.
    Um sorriso agradecido pela visita enternecedora.
    Sempre a considerá-la, a estimá-la e a lê-la atentamente


    pena

    OBRIGADO pela amabilidade doce.

  18. Muito triste seu texto......
    mas muito pensativo....

    obrigado pela participaçao no debate...

    abraços

  19. Juliana says:

    Quem se permite vive assim, nao é mesmo? bjos.

  20. Olá...valeu a visita e as palavras de incentivo, aqui uma linha tênue, lá um fio tênue...coincidências...
    Gostei muito da pequenina frase...
    Ah! Palavras... Com elas se morre... com elas se vive...!
    Acho que vou viver e morrer com elas, pois se tornaram imprescindíveis em minha vida...boa semana...um abraço na alma

  21. Lindo mesmo!
    Beijos Tempestuosos!

  22. E já que não morri eis que nasce esse novo surgir meu por aqui.
    Cadinho RoCo

  23. Poema esse que vc encontrou que faz seu estilo: forte, cortante, direto....trsite, mas decidido, nem que for a sofrer.
    beijo
    ...........Cris Animal

  24. Sou homem persistente e sei que em algum momento teremos nova publicação ainda mais afiada.
    Cadinho RoCo

  25. Fiquei pensando que senão nos arriscamos a uma apunhalada, não ganharemos o prémio máximo um coração para amar para toda a nossa vida.

    Desculpa, só agora que eu notei que não era o seu seguidor (e por isso que eu andava sumido), mil desculpa mesmo.

    Fique com Deus, menina Avassaladora.
    Um abraço.

  26. Olá! que lindo poema! ótima sugestão de site! parabéns! bjinhos da Madrasta!

  27. Bandys says:

    Oiie,
    ás vezes morremos ate com um olhar..

    “Que seu dia seja lindo
    como um jardim...
    Que seja perfumado
    como uma flor...
    Que o sol aqueça

    seu coração...
    Que haja alegria
    no seu olhar...
    Que haja paz
    no seu caminhar..."

    Beijos

Novo Comentário