Restos...!

19 comentários
 


Assim termina uma história de amor; em um monte de papeis rasgados.

Pedaços de papel que que antes eram mensagens de carinho, paixão, amor, de repente se tornam lixo, descartáveis, prontos para irem para o fogo.
Melancólico, mas de uma verdade tão cortante...
Uma constatação que dói: O amor termina, acaba, finda, morre!
E dói mais, quando finda para uma das partes. Nem sempre acontece uma morte mútua.
Mas a dor, essa é de ambos.
Uma dor imensa de ter amado de menos.
Uma dor sem limites de ter amado demais
E aí? Morrer de amor, definhar aos poucos, achar que a vida perdeu o sentido?
Não! Hora de limpas todas as gavetas e recomeçar, afinal a vida é assim, mutável.
E nós, sempre estamos prontos para novos recomeços, novos amores...




PS: Estava ajudando uma pessoa muita querida a se desvencilhar dos restos de um amor.
Ao ver o monte de papeis, cartões e tantas lembranças reduzidas a pedacinhos, não resisti e capturei essas imagens.

19 Comentaram...

  1. É amiga, infelizmente é bem assim que se acabam os amores.......o meu tb foi da mesma forma.....
    Beijos.

  2. Pois é Ava, é bom quando ajudamos alguém porque sempre nos ajuda de alguma forma, e você conseguiu deixar uma ótima mensagem de recomeço, de seguir em frente.

    abraço

  3. Ava, uma constatação que dói e uma constelação de novidades: sorrisos, buscas, descobertas, papéis escritos com paixão, que, desejo, não se rasguem, nem se tornem outra constatação de dor, mas uma constelação de amor.
    Com carinho.

  4. Olá.

    Encontrei seu blog por meio do blog da Priscila Rôde.

    Adorei seu espaço... (e mexeu demais comigo o seu post, pq... bom, acho que nem preciso dizer pq né? rs)

    Estou seguindo-te.

    Beijos,
    Patrícia Lara

  5. Sabe Ava, é impressionante a capacidade que temos de nos apegar às coisas, seja um pedaço de papel, uma frase em um e-mail, uma palavra dita no ouvido, uma pétala de flor que foi guardada no meio de um livro...
    Depois, com o passar do tempo, aquilo perde tanto o sentido, mas tanto, que a gente mesmo acaba achando insignificante.
    O amor não permanece do mesmo jeito, nem os outros sentimentos, infelizmente.

    Adorei o post, me senti meio que nessa realidade de papeis picados.

    Beijos pra ti!

  6. Quando algo termina é porque de futuro algo há-de recomeçar
    beijinhos

  7. Olá Ava,
    E quantas histórias de amor assim terminam, termionam por dor, por contentamento ou mesmo desleixo.
    Abraços

  8. Benno says:

    se foi amor de verdade há de restar ainda um tanto, pelo menos de lembrança, no coração...

  9. Ava
    Vim agradecê-la pela gentil visita e encantei-me com o seu espaço!
    Tudo demasiadamente lindo!
    "Restos...!" cativou-me de forma absoluta. Realmente é assim que ocorre: amamos tanto e, lá um dia, levamos um susto, ao constatar que as provas materiais daquele amor estão com o prazo de validade vencido...
    Grande abraço, querida!

  10. O pior não é a pilha de pael rasgado, mas sim o coração picado que temos em nosso peito...

    Fique com Deus, menina Ava.
    Um abraço.

  11. A vida é feita de momentos, as vezes gotas cristalinas, outras vezes estilhaço de vidros partidos! O importante é SENTIR!
    Beijo doce

  12. Fla, says:

    Olá Ava,
    Belo post!
    Que bom que certas coisas findam na nossa vida. E melhor ainda quando conseguimos findá- las e deixar as pessoas livres para seguirem suas vidas.
    O que deve permanecer são só as boas lembranças.
    Bjo e linda sexta- feira pra ti!!

  13. Já passei por isso .... foi muito bom ter jogado tudo fora.

  14. _______________________________


    ...finais são sempre doloridos! Um murmúrio triste em suas palavras...


    Beijos de luz e o meu carinho!!!


    ________________________________

  15. Meu primeiro impacto é esse.
    excelente final de semana,
    Boas energias,
    Mari

  16. Paixões avassaladoras que deveriam ser repartidas.
    Quando um domina, esmaga o outro.
    As paixões (que são vícios dominadores) por vezes caem ao chão ... o local mais baixo a que pode chegar o amor.
    Agora há que pegar os pedacinhos e voltar a construir o (ou um) puzzle.

    Bom fim de semana.

  17. Amiga, quando um amor termina, apesar da dor, há que levantar a cabeça, olhar de frente e seguir a
    vida. Outro amor poderá surgir.
    Teremos de evitar que os restos do amor findo, não nos moleste com
    lembranças. Então, uma limpeza em tudo que seja lembrança, é o ideal.

    Beijos

    Alvaro

  18. Alix says:

    Nada como começas tudo de novo.
    Há sempre um “novo” amor esperando por nós.


    Beijo Alix

  19. Gosto da sensação
    de rasgar papéis e fotografias.
    Amores passados
    devem perder seus vestígios!

    Beijo,
    Doce de Lira

Novo Comentário