Das cartas que não te enviei...! II

34 comentários
 



Custo a crer que já se passaram dias, semanas, meses e que somente me resta a saudade...

Custo a crer que nada ficou além de um gosto amargo de fel
Que nada ficou além desse silêncio sepulcral
Que nada ficou além dessa amargura abissal
Que nada ficou além dessa dor recalcitrante que me sufoca
Custo a crer que eu tenha sumido assim de tuas lembranças...
Ainda custo a crer...
Porque ainda te escuto em cada música que ouço
Ainda te vejo em cada poema que leio
Ainda te sinto em cada gota de água que escorre pela minha pele
Você ainda está em cada palavra que escrevo
Ainda penso em voce nas frias manhãs outonais
Você ainda é pura poesia...

Sabe, a única coisa que me atormenta é não saber o que se passa com voce. Se está feliz, se encontrou a paz em suas escolhas, se pensa em mim.... Se pensa no que vivemos e na intensidade do que vivemos. É horrível esse não saber de nada. É horrível não saber dos seus dias, da sua vida...

Quero crer que que tudo isso ainda vai passar, eu espero mesmo que passe. Espero que tantos sentimentos se transformem em indiferença.
Mas por enquanto não consigo ser indiferente a NADA que me lembra voce, e TUDO me lembra voce!
A gente sabe que vai passar, mas enquanto não passa, dói absurdamente...
E quando terminar a dor de sua ausência, ainda assim continuará a dor da saudade da magia do que vivemos.



.

34 Comentaram...

  1. Quando a presença ainda está em nós e não se torna ausência a saudade nos invade sem fim!

    Um beijo carinhoso

  2. Olá passando em seu blog e aproveito para divulgar o meu que se chama Folhetim Cultural. Todos os dias da semana noticiário cultural e nos sábados.
    7 da manhã: No café da manhã com poesia
    9 da manhã: Palpiteca
    11 da manhã: Devaneios do Ranzinza por Roberto Prado
    15 horas: Charge de alexandre Costa
    17 horas: Chá das 5
    19 horas: Charge de Fernando Ferrari
    21 horas: A crônica nossa de cada dia por Fernando Ferrari

    endereço: informativofolhetimcultural.blogspot.com

    Conto com sua visita! Até lá

  3. O melhor é ficar já com a saudade....sofre menos..
    Beijo

  4. Impulsiva says:

    Minha nossa, quanta verdade nessas palavras...quem nunca viveu tudo isso ao fim de um amor?
    Não há nada que atormente mais que não saber o que se passa com o outro quando ele se vai...e de fato, sabemos que vai passar, mas para passar sangra demais...
    Lindo texto!!
    Beijos,
    Kenia.

    (saudades de vir por aqui...)

  5. Blue says:

    è Alice Avassaladora... este deixou saudades mesmo.
    Uauu... quanto sofrimento.
    Vamos, levante a cabeça.
    Moro no Sul, longe. Que pena! rssssss

    Beijo

  6. A.S. says:

    Ava,

    Dentro do teu peito habitam ainda todos os sonhos, todos os desejos, todas as fantasias!...

    Beijos meus... e saudades!
    AL

  7. Não sei se um gosto amargo,
    um silêncio sepulcral,
    uma amargura abissal,
    dor recalcitrante,
    não enchem uma vida inteira duma pessoa?
    Penso que sim, porque,
    "te escuto em cada música",
    "te vejo em cada poema que leio",
    "sentir a transpiração",
    " se ainda está en cada palavra",
    "no pensamento das frias manhãs"
    "se é pura poesia"
    E ainda que a dor esmague o peito, o corpo, a vida, há sempre um escape que é a palavra.
    Avassaladoramente avassalante.
    Cumprimentos do lado de cá, desta margem do grande "rio" que é o Atlântico.

  8. Saudade é algo que sempre vai morar dentro do peito da gente,,,causando essa dorzinha de não poder ter tudo outra vez...grande beijo de bom dia pra ti querida.

  9. Olá amiga, quanta sdd de vir ao teu cantinhooo.

    Passei p'ra saber se vai tudo bem com vc?

    Beijossss!

  10. Anônimo says:

    Adorei sua casa tbm... volte sempre na minha! fico feliz de receber pesssoas. bjus
    da Fran.
    www.francarvalho13.blogspot.com

  11. Benno says:

    O amor sobrevive ao sofrimento, para sempre e calado na memória.

  12. Ava, aqui já se passam meses e do lado dele muita indiferença. Tenho percebido que em meu peito algo muda, não é a presença do esquecimento, mas também não é a presença dele na mesma intensidade. Enfim, que passe deixando somente marcas que não mais doam.

  13. Muito bonito o texto. É a pura realidade, e, atualmente, é a minha realidade.
    Prolfaças!

  14. "É horrível esse não saber de nada."

    Realmente é horrível. E ficamos com as cartas, os e-mails,não enviados, os telefonemas não dados, ficamos sem expressar os sentimentos, sem saber notícias....fica o vazio tão preenchido de saudades, de lembranças, de magia...

    beijo

  15. paulo says:

    Boa tarde Ava! Parabens por este lindo espaço e pelas mensagens aqui descritas. Obrigado pela visita ao meu blog Suavidad há tanto tempo atrás rsrs mas não tinha conseguido responder porque as configurações daqui estavam restritas! Um grande beijo e obrigado por compartilhar este mundo encantador ao qual retonarei mais vezes, a partir de agora! Bjs...

  16. Ava,

    Mesmo as mais doloridas saudades nos consolam com as boas lembranças.

    Desejo-lhe um ótimo fim de domingo e uma semana abençoada.

    Deus seja contigo.
    Abraços!

    Wilson

  17. Oi, tudo bem com você?
    Como eu havia dito antes, estou afastado do Blogosfera por vários motivos, inclusive por conta do site “ABORDAGENS & IMPRESSÕES”/ http://abordagenseimpressoes.com/ que eu acabo de criar e publicar na Internet.
    Gostaria de contar também com você por lá, acompanhe-o e também interaja comigo por lá.
    Como todos nós sabemos, site tem uma dinâmica diferente do blog, é mais consultivo e informativo. É de maior abrangência, já que se pode explorar muito mais. O blog é mais direto e normalmente de temática única.
    Me visite por lá e me siga. Vou gostar e ficar extremamente feliz e agradecido por mais esse voto de confiança.

    Beijos.

  18. Olá tudo bem! Tem um selinho para você em meu blog, ficaria honrado com sua participação.
    Um grande abraço!!!

  19. Benno says:

    Oi... Me senti tão sozinho que resolvi me afastar. Beijos

  20. ANA ROOS says:

    Acho que já li tanto esse post que me parece meu... Mas cada vez que volto sinto algo diferente, hj me serviu pra eu me dizer o que há alguns dias eu venho sentindo...
    Custa-me entender como é que dá pra se esquecer do amor que se vive, simplesmente deixa-se ir, segue a vida e recomeça a viver em outros corpos, e ai eu boba que sou me vejo querendo que não tivesse deixado eu deixar, como não me segurou, beijou minha boca e me amou pra eu ver que o que eu tinha era tudo e mais um pouco? Agora é recomeçar... mas me sinto meio sem vontade de construir tudo de novo, tenho vontade de ligar e pedir que me aceite de volta!
    Bem eu não sou tão cara de pau assim...
    Nem compartilhar seu post eu tenho mais...
    Apenas agradeço o que escrevest me serviu... me acalentou... me fez axceitar que apesar do fim é preciso recomeçar se quiser um dia sentir algo que chegue perto ao que já se foi...

  21. C. says:

    Migaaaa, nem acreditei quando vi teu comentário! E engraçado foi o momento da postagem, que interpretou tudo a ver com o que se passa.
    Aqui sempre emocao à flor da pele, sentimentos intensos... de que vale viver sem eles, num é amiga?
    A música achei linda, nao conhecia.
    Independente do momento que "chegar" acredite será sempre bem recebida por mim no CaFoFo.
    Vem cá agora dá um abraco!!!

  22. Querida amiga

    E além das cartas
    que não enviamos,
    também existem aquelas
    que esperávamos receber...

    Vida plena em teus dias.

  23. Sandra says:

    Ola, tudo bem? Espero que sim.
    É com muito carinho que venho lhe oferecer um selinho do Blog Interação de Amigos.
    Espero que goste..
    BLOG INTERAÇÃO DE AMIGOS
    http://sandrarandrade7.blogspot.com
    oferece o selinho bem especial para vc. passe lá.
    Vou te esperar.
    UM CARINHO PARA TODOS OS MEUS VISITANTES E SEGUIDORES. O AMOR UNI PESSOAS.
    A INTERAÇÃO DE AMIGOS OFEREÇE PARA VOCÊ QUE SEMPRE ESTÁ AQUI. OBRIGADA PELA SUA COMPANHIA.
    SANDRA

  24. Ava querida ...lindo seu texto..profundo!! quando a gente ama não é facil deixar o passado no passado...complicado não é?!!!
    sei como é isso...
    que musica maravilhosa..
    Aparece qualquer dia no meu blog para tomar um cafe comigo..
    beijos mil
    titi

  25. Se o contrário do amor é a indiferença, essa carta está transbordando amor.

    Um beijo, Ava. Muito bom reencontrá-la.

    ;)

  26. Bom dia!

    Nosso antigo blog – Nuestro Cielo – infelizmente foi invadido e completamente excluído, o que nos obrigou a criar outro novamente.
    Pedimos desculpas pela confusão. 
    Aqui está o link do novo blog:

    http://nuestrociello.blogspot.com

    Esperamos poder nos encontrar por lá novamente.

    Beijos carinhosos!

    Wilson e Sanzinha

  27. "...O tempo não pára...
    ...Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo..." - Mário Quintana

    Abraços
    j.

  28. C@urosa says:

    Um feliz natal com muita paz e harmonia.

    "Num meio dia de fim de primavera
    Tive um sonho como uma fotografia
    Vi Jesus Cristo descer à terra,
    Veio pela encosta de um monte
    Tornado outra vez menino,
    A correr e a rolar-se pela erva
    E a arrancar flores para as deitar fora
    E a rir de modo a ouvir-se de longe."

    fernando pessoa

    forte abraço

    C@urosa

  29. titi says:

    Ava voltei com o café com bolachinha,postando menos..mas o importante é voltar...tudo muito lindo por aqui...sua palavras muito são lindas..amei a musica
    tome um café comigo sempre que quizer ..ficarei feliz
    beijos
    titi

  30. Hem, por onde vc anda. Ando com saudades, saudades de vc. Me dê
    noticias.

  31. Marcia says:

    oi Ava, lembra de mim? Marcia Figueiredo, dos "Sonhos Secretos", e tantos blogs mais?... Como vc está? Caso leia esse recado, entre em contato!!!! beijosssss

  32. Que blog abandonado, Ava. Parece o meu. Hasta luego.

Novo Comentário