Quem sabe, da próxima vez...!

53 comentários
 


Não sou poeta, mas hoje, especialmente e mais intensamente hoje, estou sentindo essa tal "falta de inspiração"....

Peguei as palavras, os acentos e pontuações, os assuntos, esses, os mais rebeldes... Organizei na minha "mentescrinvaninha" e me preparei para escrever... Qual o que!

Como aquelas cartinhas do jogo de paciência, quando colocadas no local errado, voltam rapidinho ao local de origem, assim as palavras, acentos e assuntos se negam a ficar onde os coloco...

Tento achar uma saida, mudo a disposição dos "objetos de trabalho", e nada...

Minha mente está vazia.... Uma boa pergunta para algum entendido é: Por que isso acontece?

É como se os sentimentos estivessem encarcerados, e um severo carcereiro os aguardasse a saida, matando um a um, a menor tentativa de fuga...

As palavras são lindas, estão alí, alinhadas, esperando a vez de serem usadas... pontos e acentos coloridos, chamam a minha atenção, os assuntos, saltitantes, zambeteiam a minha frente...

Meu olhos vagueiam por uma tela branca... Como encaixá-los, como ordená-los, como dar sentido a algo, quando eu mesmo não vejo sentido em nada!

Recolho-os um a um e caprichosamente, os arrumo no meu "estojo mental" e os guardo desolada...

Quem sabe, da próxima vez...!


* Enquanto isso, vamos de Toada, do Boca Livre...


53 Comentaram...

  1. Às vezes é melhor esperar uma próxima vez, Ava!!

    Nem sempre estamos prontos quando achamos que estamos!

    Às vezes quem tá de fora percebe isso melhor que a gente!

    Bjão!

  2. Sandra says:

    Com certeza. Concordo com o Bruno.
    Tudo tem seu tempo certo.
    Obrigada por me visitdo. Pegou e selo??

    Casao não, volte e pegue é seu também,
    Sandra

  3. Na verdade há vezes em que não nos apercebemos da percepção das coisas; do ar que respiramos, da água que nos sacia, da voz de um amigo, do cheiro das flores... das palavras que coordenamos em função das sensações, do que passou ao lado da prioridade que damos ás coisas!... Respirar, por exemplo, não tem qualquer valor até ao momento em que, nadando sob um metro da água que nos sacia a sede, alguém decide pesar em cima de nós; aí, esquecemos a sede porque, de repente a água virou veneno e o AR não existe!... Descobrimos em aflição o oxigénio, o dióxido de carbono e todas as moléculas que compõem esse admirável AR que respiramos, mas que... admirávelmente, nos falta!
    As palavras nem sempre estão onde pensamos que elas estejam; simplesmente não estão, embora existam porque é demasiado tarde para inventar palavras novas. É uma admirável existência que a nossa mioleira retém sem que isso faça parte do nosso leque de opções quando queremos organizar algumas dessas palavras com uma semântica demasiado desinteressante no contexto do que realmente queremos explicar!... Esquecemo-nos dos dias ingratos que tivemos, dos reparos que nos massacraram, dos olhares de desdém... até a felicidade dos dias que se acumularam nos pesam, nos cansam, nos esvaziaram daquela pequena réstea de energia que nos permitia, no mínimo, um monólogo!...
    Não é admirável que, mesmo assim, vazia, a Avass tenha conseguido dizer tanto quanto disse neste seu post em que tentou dizer-nos que nada conseguia dizer?!... Talvez se possa chamar a isso... "O admirável vazio de uma mente que brota!"

    Tenha um Krystalino fim de semana

    Escolha entre... beijos e abraços

  4. Todos os grandes escritores e cronistas, já escreveram grandes textos, sobre e falta de inspiração, o pavor da folha em branco...

    A minha amiga acabou de entrar nesse grupo restrito... Parabéns!

    No caso dos pintores, não tenho conhecimento do que poderá acontecer. Os escritores resolvem o problema escrevendo sobre nada... E os pintores???

    Tenho de pensar sobre o assunto...

    Beijo.
    António

  5. Blue says:

    Palavras são apenas palavras e elas precisam de ação. E você consegui escrever o teu coração na hora quis nos dizer. E assim vamos nós, lendo, comentando, procurando entender as pessoas, quando na verdade eu não me entendo também. Esperar, esperar.

    Beijos

  6. Tetê says:

    Avinha...

    bom de ter esse tempo é saber que tudo na vida passa e
    passa mesmo!


    tá lá trás...
    o miojo, a pizza e o banquete, lembra??


    é por aí... sempre por aí
    !!!


    Abçs.

  7. Boa noite, amiga:
    Às vezes isso acontece mesmo. Ainda bem que tenho poemas de 30 anos atrás que, quando a coisa aperta, não hesito em publicar. Mas mesmo não estando inspirada, vc fez um ótimo post. Parabéns!
    Mudando de assunto, eu queria saber sobre aquele "caso" e como eu a ajudei. Como tenho moderação de comentários, mande-me um explicando e eu só o leio, não publico.
    Hoje, fiz muitas postagens. A do AMOR é de ontem, é sobre SALOMÉ, com vários quadros, poema traduzido por mim e um vídeo do filme Samomé, em que a Rita Hayworth executa a dança dos sete véus. Publiquei sobre um filme lindo, vc iria adorar, na GALERIA.
    E tenho mais dois Blogs:
    Um coletivo - POESIA EM LÍNGUA PORTUGUESA, 2 brasileiras (eu e a Sandra que coemntou um pouco acima) e 2 portuguesas:
    http://blogrenatapoesia.blogspot.com
    e um que é só meu, o MÁXIMAS:
    http://blogrenatamaximas.blogspot.com
    E vc ainda não conehce o TUDO, O SONHO DO UNICÓRNIO, TRISTÃO E ISOLDA, GALERIA DA RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO.
    Faça um tour pelos meus Blogs, desanuvie a cabeça, você mesma disse que os meus posts são um "regalo para os olhos". Estou brincando, querida, vá quando quiser e onde quiser, pois o que mais quero saber é sobre aquele "caso".
    Beijos,
    Renata

  8. Acontece tanto miga linda,rs, é melhor mesmo baralhar tudo, e fazer soltar desenhos no ar, sorrir, brincar...eu tinha um problema grave, penso que não me apanhaste nessa altura, ao Domingo eu não escrevia,não conseguia, irritava-me, e saía sempre faísca, um dia interiorizei que era Sábado, parece ter resultado...agora já nem sei quando escrevo, sei lá...tanto faz...escrevo o que me vem na alma...o que me dá na cabeça, no coração, os desejos, e as raivas:)
    Beijinhos querida e vais ver que passa logo:)

  9. tossan says:

    Mas foi bom não teres inspiração para a poesia mesmo, porque tu acabas de ser avassaladora nesta ótima narrativa! Aquele abraço do teu conentário no klic e um beijo.

  10. Déia says:

    É otimo reconhecer que ainda não amadurecemos o bastante pra certas coisas... e melhor ainda é termos sempre mais uma chance, né?
    Volto pra ver esse dia! bj

  11. Oi, amiga:

    Mesmo quando os assuntos escasseiam e os sentimentos estão encarcerados, você enconra uma solução para continuar cativando seus leitores com um fechamento poético e agradável de ser lido como este: "recolho um a um, caprichosamente os arrumo no meu estojo mental e os guardo desolada..."

    Abraços e todo o meu carinho.

    MR
    19/6 - 23:34

  12. Querida não sei o que pretendia escrever, mas saiu um texto excelente, falando desse seu momento, de uma forma bem narrada, com palavras bem usadas, de forma criativa.

    Essa arrumação mental, aparente rebeldia ou acomodação das palavras é para voltarem cheias de emoção, avassaladoras, como sempre foram.

    O texto que postei acho que você já leu, mais ao reler lembrei de você.

    abraços

  13. é... se dessa vez, sem arrumação, sem inspiração, saiu esse texto ai, quero só ver da próxima vez... tem dias que faço uma chuva de palavras e depois tento organizar e nada sai de bom... mas deixo elas lá, um dia elas servirão!

  14. Ava,
    Inspiração para escrever é que nem amor... Surge do nada sem dar aviso!! :-)

    Adorei teu texto!

    Beijos

  15. Rsrs...talvez você não tenha percebido, ou percebeu...
    O mais legal é que na falta das idéias, falamos sobre ela..." A falta" e neste falar sobre esta falta, não te faltou palavras para explicá-la de forma a dar vazão aos seus sentimentos...ao seu silêncio, na falta da verborragia, prevaleceu a "faltarrogia"...rsrs...
    Belo texto sobre a falta, sobre o sumiço das palavras que tu pretendias, dê a elas o tempo necessário, elas voltam, e ainda melhores...Um abraço na alma...bom fim de semana

  16. Querida,

    Falta de inspiração que fez nascer um texto delicioso!

    Dias melhores virão, mas esse não foi nada mau, não.

    Um beijo grande, e um lindo fds.

    ℓυηα

  17. "Vem, morena ouvir comigo essa cantiga, sair por essa vida aventureira..."
    Quer coisa melhor pra se fazer? Aceitar um convite assim é bom demais...
    E da próxima vez... tu vai de novo, rsrsrsrsrrss
    Beijos, Marcia

  18. Francisco says:

    E você diz que não faz poesia!!!
    Este texto, mesmo sem você querer, é profundo e comum a todos nós.
    Fico aguardando a próxima vez, que será melhor do que nunca.
    Um beijão!

  19. Monday says:

    se serve de exemplo, quando eu estou calado e pessoal pergunta o motivo do silêncio, costumo responder: to armazenando ... rsss

  20. Eu ando assim também, com tudo e todas as palavras encarcerados no meu interior.
    Ainda bem que temos os textos alheios e videos para nos socorrer e falar por nós.
    Vejo que agora sabes colocar vídeo kkkkkkkkkk
    Ficou lindo, gosto muito dessa música.

    beijos e bom fim de semana

  21. OI minha linda............ixiiiii!
    Sei bem o que é isso: esse vazio em si mesmo. Esse estado de dormencia que nos captura.
    Dependendo de como se leva pode ser rico e vantajoso para o espírito. Mas dói.....rs
    Beijo grande pra vc!

  22. Bandys says:
    Este comentário foi removido pelo autor.
  23. Bandys says:

    Às vezes acontece..|Nem sempre temos inspirações. Eu de vez em quando eu estou assim.

    Vou brincando com as palavras ate mesmo quando tudo me dói..

    Beijos e um domingo de inspiração e paz.

  24. Minha cara Avassaladora,

    O que você escreveu é poesia,uma linda prosa poética em que os ditos "sentimentos encarcerados" se libertaram e,nos meus olhos que agora vagueiam pela tela colorida,eu os percebo,não como palavras precisas,mas como sentimentos que são,reconhecidos pela minha alma,pelo meu coração.
    Lindo post,pelos versos,imagem e toada que me emocionaram.

    Ando sumido por falta de tempo.Já curti o Vander Lee e seu jardim e lamentei as 'decepções'.

    Um lindo domingo pra você.
    Beijos cheios de carinho.

  25. Quer coisa melhor que isso... simplesmente maravilhoso a forma de sair recolhendo letras, acentos e parágrafos...bjs ava...

  26. Teca says:

    Ava,

    é seu tempo... nada de cobranças,
    respeite com a paciência determinada...


    Abçs-Te

  27. Bom dia, Ava.
    Não me lembro o nome do escritor, mas lembro do que ele falou sobre inspiração. Ele disse que uma vez colocou um papel na máquinha de datilografar e não conseguiu escrever. Ficou olhando para o papel e o papel olhando para ele. De repente uma formiga começou a passear pela folha branca e aí ele começou a escrever sobre a formiga.

    Esse seu estojo mental tá cheio de formiguinhas que escreveram esse texto pra lá de muito legal. Imagine se você estivesse inspirada!!!

    Passei aqui para deixar um beijo e desejar o bom domingo.

    Paz e amor.

  28. rm says:

    Ei Beth, nossa bióloga das letras,
    é verdade que comer formigas faz bem pra vista? rss

  29. Tem dias que não sabemos o que escrever, ne?
    Mas isso faz parte da vida, falta de alinhamento das palavras, temos mtas ideias mas não sabemos ordena-las...

    bjos
    boa semana

  30. Gilbamar says:

    A folha em branco ou o vazio na tela do computador sempre acelera o pulsar do nosso coração e desafia a criatividade. É nesses momentos, contudo, que o fluir das palavras parece acontecer com mais intensidade como o borbulhar de um vulcão ou a queda d'agua das cachoeiras. Então algo brota, uma folha verde nasce sustentada pelo frágil galho em formação, a semente morre e a planta viva vem a lume.

    Belíssimo texto!

    Poético abraço.

  31. RM.
    rs rs rs

    Sei que não só as formigas, mas vários outros tipos de insetos - aranhas, grilos, gafanhotos, besouros, etc. - são comestíveis. Os insetos fazem parte da culinária de quase todos os índios do mundo. Essas criaturinhas são altamente apreciadas pelos nossos índios brasileiros, a maioria dos asiáticos, sul americanos, africanos, etc. Algumas espécies são consideradas a delicatessen. Crus, cozidos, assados ou aferventados, os insetos, em geral, são uma rica fonte de proteína, cálcio, e outros nutrientes. Há quem diga que têm mais proteína do que peixe, soja e carne de boi.

    Se é bom para a vista eu não sei, mas vou continuar acreditando que não passa de um mito.
    Tem uma tribo na Indonésia que prepara tarântulas no churrasquinho. Nunca experimentei pq na época eu era vegetariana.

    E aí, vai um espetinho? rs rs rs

  32. Há momentos para tudo!

    Passei para lhe deixar um beijão!

  33. Fico agoniada quando não consigo preencher o papel...

    Amiga estou de volta!

    Saudades de VC e de todos!

    Bjo_Ká_s

  34. rm says:

    Bem, dona nega baiana,
    se você garante o "valor nutritivo", vamos lá, né?

    Tudo pela ciência! rss

  35. neide says:

    Amiga, se sem inspiração saiu um belo texto imagina se tivesse?
    Você conseguiu colocar o que ia em sua alma, parabéns, se expressou avassaladoramente bem...

    Essa música é linda, especialmente essa parte:

    Tanta saudade eu já senti
    Morena, mas foi coisa tão bonita
    Da vida nunca vou me arrepender.

    Querida, estou com um probleminha no pc, as vezes não consigo enviar comentários, mais sempre estou aqui em sua bela casa.

    Tenha uma semana abençoada.

    Bjsss

  36. É aquele negócio que já te falei, Alice! Blog é hobby (exceto pra uma minoria que ganha pra isso). Os posts são inspirações, e não creio em inspirações contínuas, umas atrás das outras.
    Então, recomendo sempre, para todos, postar menos, mas postar sempre.
    Bjoooooo!!!!

  37. A coisa mais parecida com vontade de escrever sem inspiração é a vontade de transar sem ereção ...

  38. rm says:

    Bom, Flávio,
    ainda não tive essa experiência...

    Acredito na sua palavra! rss

  39. Acho que são fases... já me senti assim... é ruim, mas pode ser bom se vc não forçar a barra e aproveitar esse break pra vc! Bjinhos da Madrasta!

  40. Teca says:

    Ava,

    seja livro de vc mesma,
    não se importe com a capa,
    construa poemas, versos,
    frases soltas ou textos inteiros...


    não importa,
    mas seja livro de vc mesma
    ...


    como sempre
    ...



    Te-Abça-Te

  41. o silêncio é tb uma boa forma de expressão...

  42. Deixei um selo para o super blog da amiga, rssss. besoca.

  43. mesmo sem inspiração,adorei ,vc escreve bem de qqer maneira!!
    obrigada pela visita,amei seu blog,maravilhoso!!
    bj
    lane

  44. Boa noite anjo,O poder da Lágrima"" Você já pensou na força e no poder da lágrima? Pense agora um pouco no que vale esta gotinha de sentimento que nasce na genuína fonte do seu ser emotivo e cai dos seus olhos como expressão de você mesmo. Ela é o retrato molhado do sofrimento, do mesmo modo como é a doce resposta do amor e da felicidade. Ela vem dizer cá fora tudo o que você está sentido lá, bem no fundo do seu ser. Ela é o brilho de uma dor que o Pai abençoou, mas é também a melhor prova do agradecimento pela alegria sentida. A sua lágrima é a linguagem mais eloqüente da sua sinceridade.

    Edimar Suely
    jesusminharocha.blig.ig.com.br

  45. hum... para quem se diz sem inspiração, você consegiu escrever um texto muito bom e criativo...parabéns eu adorei..agora é esperar pela próxima vez, com certeza vem tão bom quanto...


    amiga...obrigada pelas suas palavras gentis e generosas..embora não me ache merecedora...claro que autorizo a publicação do meu texto.

    beijos com carinho!

  46. José says:

    Ava
    você diz que não é poeta mas este seu texto tem muita poesia ai pelo
    meio.

    obrigada por me seguir neste caminho
    para mim ainda um pouco desconhecido

    resto de boa semana e fico bem,

  47. A inspiração é quem faz seu momento e quando quer, vai embora...

    Beijos

  48. Pela falta de inspiração também chegamos a algum dizer.
    Cadinho RoCo

  49. Dina =) says:

    Perfeito!
    Minhas ideias quando faltam eu fico louca. Vou atrás das palavras e quando as encontro fico com tanta raiva que prefiro ficar sem escrever.
    rs!
    Brincadeira!
    Adorei o texto mesmo!
    Parabéns!
    Beijos e uma semana linda pra ti!

  50. Avassalarora,
    Faço coro com o Boca Livre pra ver você mais feliz.

    Saber que o que escrevo toca a alma de quem lê, é uma satisfação indescritível, porque vem-me a certeza de que o sentir, independente de amor, dor, saudade, alegria, agonia ou êxtase, é uma energia latente. E que a vida não teria a beleza que possui se não houvesse o contraste das emoções, do sentir...

    Claro que podes postar o texto, o que pra mim, é uma honra.

    Fica bem e tem uma semana cheia de luz

    Um beijo pra ti

  51. Sandra says:

    Minha Sempre Linda!
    tem selo em curiosa e blog uma interação de amigos.
    Passe lá.
    Bjs.
    Sandra

  52. C. says:

    Oi amiga, pra quem nao tava inspirada, vc mandou bem!

    Acho que todos da blogaldeia passam mesmo por isso. Tem horas em que vem aquela preocupação de não ter tempo, de faltar assunto… mas tudo passa. É mesmo apenas uma fase, e tenho certeza de que logo você estará de volta com seus ótimos artigos.

    bjim

  53. C. says:

    Oi amiga, pra quem nao tava inspirada, vc mandou bem!

    Acho que todos da blogaldeia passam mesmo por isso. Tem horas em que vem aquela preocupação de não ter tempo, de faltar assunto… mas tudo passa. É mesmo apenas uma fase, e tenho certeza de que logo você estará de volta com seus ótimos artigos.

    bjim

Novo Comentário