Das cartas que não te enviei...! II

34 comentários
 



Custo a crer que já se passaram dias, semanas, meses e que somente me resta a saudade...

Custo a crer que nada ficou além de um gosto amargo de fel
Que nada ficou além desse silêncio sepulcral
Que nada ficou além dessa amargura abissal
Que nada ficou além dessa dor recalcitrante que me sufoca
Custo a crer que eu tenha sumido assim de tuas lembranças...
Ainda custo a crer...
Porque ainda te escuto em cada música que ouço
Ainda te vejo em cada poema que leio
Ainda te sinto em cada gota de água que escorre pela minha pele
Você ainda está em cada palavra que escrevo
Ainda penso em voce nas frias manhãs outonais
Você ainda é pura poesia...

Sabe, a única coisa que me atormenta é não saber o que se passa com voce. Se está feliz, se encontrou a paz em suas escolhas, se pensa em mim.... Se pensa no que vivemos e na intensidade do que vivemos. É horrível esse não saber de nada. É horrível não saber dos seus dias, da sua vida...

Quero crer que que tudo isso ainda vai passar, eu espero mesmo que passe. Espero que tantos sentimentos se transformem em indiferença.
Mas por enquanto não consigo ser indiferente a NADA que me lembra voce, e TUDO me lembra voce!
A gente sabe que vai passar, mas enquanto não passa, dói absurdamente...
E quando terminar a dor de sua ausência, ainda assim continuará a dor da saudade da magia do que vivemos.



.
Leia +...