Desalento...!

52 comentários
 



Hoje,quando olhei para céu, vi que a lua faltava um pedaço... Foi como se visse meu próprio coração...
Ele também está faltando um pedaço... Como a lua minguante.... Pedaço que o alguém levou e ainda não trouxe de volta. Sinto uma sensação de perda angustiante.
A noite se rendia ao brilho mágico daquele pedaço de lua... A dor de uma solidão estranha percorreu o meu corpo...
Era como se a dor se rendesse diante de tanta beleza em uma única noite...
E nessas horas, em que perco o rumo de meus pensamentos, começo a divagar... Pensamentos vários se afloram, vindos acompanhados de uma dolorosa sensação de impotência, que aos poucos vai tomando conta de mim... Me sinto inebriada com a dor...
Assim como a noite não controla a lua, que misteriosamente desafia os amantes, assim também, não consigo controlar meu sentimentos... Sentimentos que insistentemente me desafiam.... Que sentimento é este??? Amor atrevido! Amor invasivo! Amor cafajeste! Amor bandido!
Esse amor não pede licença... Chega de mansinho, como a lua, e se instala... Como uma raiz em terra fértil se apodera de minhas reservas... Coloca por terra qualquer tentativa de reação, de defesa, de luta...
Sinto-me frágil, diante dessa angústia.
Eu que pensei que era uma rocha... Ledo engano...
Me sinto reduzida a uma pequena e frágil flor... Flor que a tempestade de sentimentos que agora toma conta de mim, balança de um lado para outro freneticamente...
Tento me recompor... Ser firme... Mostrar que ainda sou capaz de lutar...
É nessa hora que junto meus sentimentos esparramados... E vejo mais uma vez, a força do vento que percorre as noites, açoitar e arremessar meu pobre e esfalecido coração ao chão...
Ah, a noite... Como é dolorosa a solidão ...
Ah, o amor! Só quem experimentou esse sentimento, sabe como é gostoso a busca eterna por ele...




O Grande Poeta já sabia...



Todas as Cartas de Amor são Ridículas

Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Álvaro de Campos
Ilustração: A Lua - óleo sobre tela de 1928 - Tarsila do Amaral
Leia +...

Poeminha amoroso...!

35 comentários
 


Poeminha Amoroso


Autora: Cora Coralina



Este é um poema de amor
tão meigo, tão terno, tão teu...
É uma oferenda aos teus momentos
de luta e de brisa e de céu...
E eu,
quero te servir a poesia
numa concha azul do mar
ou numa cesta de flores do campo.
Talvez tu possas entender o meu amor.
Mas se isso não acontecer,
não importa.
Já está declarado e estampado
nas linhas e entrelinhas
deste pequeno poema,
o verso;
o tão famoso e inesperado verso que
te deixará pasmo, surpreso, perplexo...
eu te amo, perdoa-me, eu te amo...
"Poeminha Amoroso"




Imagem: Flores Campestres, óleo sobre tela. Do meu querido amigo António Tapadinhas.
--------------------------------------------------------------------------------------------------
Atualização em 28/05/09
Não poderia deixar de compartilhar com vcs o encanto de Paula Barros, que foi lindamente homenageada por Amigos: http://amigosnablogosfera.blogspot.com/.
Algo para ler com a alma!
Leia +...

Canção da Planitude...!

32 comentários
 

Canção na plenitude



Autora: Lia Luft


Não tenho mais os olhos de menina
nem corpo adolescente, e a pele
translúcida há muito se manchou.
Há rugas onde havia sedas, sou uma estrutura
agrandada pelos anos e o peso dos fardos
bons ou ruins.
(Carreguei muitos com gosto e alguns com rebeldia.)

O que te posso dar é mais que tudo
o que perdi: dou-te os meus ganhos.
A maturidade que consegue rir
quando em outros tempos choraria,
busca te agradar
quando antigamente quereria
apenas ser amada.
Posso dar-te muito mais do que beleza
e juventude agora: esses dourados anos
me ensinaram a amar melhor, com mais paciência
e não menos ardor, a entender-te
se precisas, a aguardar-te quando vais,
a dar-te regaço de amante e colo de amiga,
e sobretudo força — que vem do aprendizado.
Isso posso te dar: um mar antigo e confiável
cujas marés — mesmo se fogem — retornam,
cujas correntes ocultas não levam destroços
mas o sonho interminável das sereias.




O texto acima foi extraído do livro "Secreta Mirada", Editora Mandarim - São Paulo, 1997, pág. 151.

Mais uma Grande Mulher da nossa literatura.
Leia +...

Decepção...!

46 comentários
 



Decepção




Desilusão




Sonhos




Esparramados




Pelo chão!
Leia +...

Escolhas...!

32 comentários
 

ESCOLHAS


Autora: Carmem Cecília


Ah! Essas escolhas
Que estamos fazendo a todo o momento...
Ah! Essas escolhas que atormentam...
Daquilo que temos certeza...
Mas nos trás incerteza...
O caminho correto...
Ou estrada sinuosa
Do afeto... Do feto...
Do que de nós é feito...
Daquilo que planejamos
E do inesperado...
Do dissimulado...
E também autentico
O que se identifica...
Mas não se autentica...
Da mudança...
Que nos traga mudança.
Do sensato...
Mesclado com insensatez...
Do brilho...
Saindo do trilho...
Ou do opaco...
Despercebido...
Escondido!
Do sonho...
E da realidade.
Da nossa verdade...
E da falsidade...
O que é cômodo...
Mesmo sendo incomodo...
Do eu e você...
Onde não atamos os nós...
Nem nós... Esquecendo o plural
Singularidade sem reciprocidade...
Amor... Desamor...
Falar... Calar...
Continuar... Parar...
Estacar! Destacar!
Ir e vir...
Somar... Ser de mais
Ou de menos...
Apenas continuar.
Ou lutar... Não se entregar...
Ah! Essas escolhas!
Descortinam... Desfolham...
Desfocam... E nos enfocam...
Ah! Essas escolhas...


Carmen Cecília, não é tão conhecida, mas autora de poemas de uma sensibilidade e beleza sem tamanho.
Leia +...

Devaneios...!

55 comentários
 


Do jeito que voce me deixa é difícil dormir


A estranha sensação de que não tem outro jeito


Não de imediato...


Apenas eu comigo mesma


Nos mais loucos pensamentos


Num mosaico de emoções


Com voce a povoar cada continho da minha mente


e a guiar minhas mãos...
Leia +...

Vice Versa

48 comentários
 


Vice Versa


Autor: Mário Benedetti


Tenho medo de ver-te
necessidade de ver-te
esperança de ver-te
insipidezes de ver-te

tenho ganas de encontrar-te
preocupação de encontrar-te
certeza de encontrar-te
pobres dúvidas de encontrar-te

tenho urgência de ouvir-te
alegria de ouvir-te
boa sorte de ouvir-te
e temores de ouvir-te

ou seja
resumindo
estou danado
e radiante
talvez mais o primeiro
que o segundo
e também
vice-versa



Perde o mundo, mais um grande escritor e poeta. Mário Benedetti faleceu domingo, dia 17 de maio.Nascido no Uruguai, mas uma mente brilhante da America do Sul.
Entre seus tesouros, um em especial me encanta... aqui está, para o deleite de todos vcs!


Para ilustrar tão belo poema, nada melhor que uma bela obra de arte!
Vênus - Óleo obre tela, um quadro flamejante de paixão! Obra de António Tapadinhas, pintor português que coloca vida em seus quadros. Seu Blog: http://semargens.blogspot.com/
Leia +...

Invasor...!

45 comentários
 
Voce surgiu

Mansamente

E sem que eu notasse

Foi ocupando espaços

Invadindo

Meus pensamentos

Minha alma

Meu coração

E agora

O que eu faço?
Leia +...

Se...!

56 comentários
 


Se

Alice Ruiz

se por acaso
a gente se cruzasse
ia ser um caso sério
você ia rir até amanhecer
eu ia ir até acontecer
de dia um improviso
de noite uma farra
a gente ia viver
com garra


eu ia tirar de ouvido
todos os sentidos
ia ser tão divertido
tocar um solo em dueto


ia ser um riso
ia ser um gozo
ia ser todo dia
a mesma folia
até deixar de ser poesia
e virar tédio
e nem o meu melhor vestido
era remédio


daí vá ficando por aí
eu vou ficando por aqui
evitando
desviando
sempre pensando
se por acaso
a gente se cruzasse...



PS: Por que será que as vezes nos deparamos com poemas que gostaríamos de ter escrrito?
Alice Ruiz, perfeita!
"... se por acaso a gente se cruzasse..."
Leia +...

Te Quero...!

55 comentários
 

Te quero ardente



Sentimentos inconsequentes



Pensamentos indecentes



Totalmente incoerente



Jeito adolescente



Desejos frementes
Leia +...

Absinto...!

42 comentários
 

Te sinto




Te pressinto




Absinto


Leia +...

Paradoxo...!

29 comentários
 


Esse paradoxo de amar me enlouquece...


Ao mesmo tempo que nos conduz ao céu,


nos arremessa de volta ao inferno!
Leia +...

E se vc fosse um livro...!

34 comentários
 

Que livro é você?



Se você fosse um livro nacional, qual livro seria? Um best-seller ultrapopular ou um relato intimista?



Faça o teste e descubra. .Vi esse teste no blog da Ester: http://esteranca.blogspot.com/ e não resistí ! O Resultado do meu teste é esse:


"A paixão segundo GH", de Clarice Lispector

Você é daqueles sujeitos profundos. Não que se acham profundos – profundos mesmo. Devido às maquinações constantes da sua cabecinha, ao longo do tempo você acumulou milhões de questionamentos. Hoje, em segundos, você é capaz de reconsiderar toda a sua existência. A visão de um objeto ou uma fala inocente de alguém às vezes desencadeiam viagens dilacerantes aos cantos mais obscuros de sua alma. Em geral, essa tendência introspectiva não faz de você uma pessoa fácil de se conviver. Aliás, você desperta até medo em algumas pessoas. Outras simplesmente não o conseguem entender.
Assim é também "A paixão segundo GH", obra-prima de Clarice Lispector amada-idolatrada por leitores intelectuais e existencialistas, mas, sejamos sinceros, que assusta a maioria. Essa possível repulsa, porém, nunca anulará um milésimo de sua força literária. O mesmo vale para você: agrada a poucos, mas tem uma força única.



Faça o teste vc também, é emocioante: Que livro vc é!
Além de relaxante...
É bom, vez ou outra, a gente se perder um pouco nesses joguinhos...
E no meu caso, impresionante como me identifiquei com o Livro, que eu seria se não fosse eu...rs

PS: Será que inspiro medo? This is a big question... rsrs
Leia +...

Aos Amigos Com Carinho!

27 comentários
 
Amigos queridos!
Sei que tem aqueles que não curtem, a blogosfera é onde se exercita a total democracia...rs
Para os que apreciam , aí está. Podem levar para "casa".
Não há regras.
São dois, assim vcs tem opção de escolha!
Ou levem os dois... Nada de limites! rs



Duas pessoas, dois amigos especias, contribuiram com esse selo.
Olavo, do Blog http://tracosdeumhomem.blogspot.com/, que fez os selos com todo carinho... A partir das imagens que sugerí a ele...
E ao A. Tapadinhas, http://semargens.blogspot.com/ que me inspirou na hora de escolher a imagem! Numa deliciosa alusão a Lady Godiva...
Nada melhor que essa troca de energia que a gente experimenta por aqui!
Graças a isso, saiu o meu selo!



Não há palavras para agradecer tanto carinho!

Um beijo avassalador a todos!



PS: Esta semana estou as voltas com um curso a noite, e novas responsabilidades no trabalho...
Perdoem a ausência... Estarei presente, sempre que possível.
Leia +...

Meu Banquete...!

61 comentários
 


Meu Banquete...!



Eu quero caminhar a beira do abismo

Quero tropeçar e cair quantas vezes forem necessárias

Quero andar na corda bamba, sem rede de proteção

Quero estar na roda/alvo do atirador de facas

Quero caminhar sobre brasas

Quero bater de frente com a vida

Quero quebrar a cara

Quero perder o juízo

Quero beber o doce/amargo coquitel da vida

Quero degustar cada pedacinho da vida com pimenta malagueta

Apesar de tudo, ainda tenho sede viver

Apesar de tudo, ainda tenho fome de viver

Vida, quero meu banquete!




Achei essa fantástica imagem na internet, tentei voltar e achar a autora, é uma autora, mas me perdi. Se encontrar, volto aqui e dou os créditos direitinho...

Leia +...